A Vida na Espanha

Descubra a Espanha!

Seja pelos filmes, pela música, comida e, claro, pelos vinhos, descubra a Espanha!

Já visitou a Espanha alguma vez na vida? Um país vivo, de pessoas simpáticas e alegres, de festas e cultura, do amarelo e do vermelho, das touradas e do futebol, de vinho e muita comida.

Cada pessoa se identifica com Espanha de uma forma diferente. É por isso que várias pessoas da equipe resolveram contar um pouco sobre cada aspecto da cultura espanhola.

Comida (Rafa dos Santos, jornalista)

A gastronomia nasceu na França, mas é na Espanha que encontrou seu lugar ao sol. Lar de grandes nomes como Ferran Adrià, Paco Roncero, Sergi Arola e dos irmãos Rocca, a Espanha não cansa de inventar e reinventar a comida.

Foi lá, por exemplo, que se desenvolveu a cozinha molecular.

O mais legal é que, para os dias mais simples, dá para provar todos os pratos mais típicos nos bares à noite graças às famosas tapas – “jamón” (presunto ibérico), “gambas al ajillo” (camarões ao alho), “pulpo a la galega” (polvo à galega), “setas” (cogumelos), tortilha e muitos outros, tudo isso acompanhado de cerveja e vinho a preços que agradam o bolso (sem brincar, dá para matar a fome e beber bons copos por menos de 5 euros!).

Vinhos (Sonia Denicol, sommelière)

A terra da arte dos grandes Gaudí e Almodóvar, do flamenco, das tapas e paellas é também rica em vinhos de muita personalidade.

O destaque é para suas variedades autóctones – Tempranillo, Verdejo, Macabeo e Xarel-lo entre brancas. Vinhos e espumantes incríveis, isso sem falar do Jerez, um fortificado sem igual no mundo todo.

Nenhum apreciador pode deixar de provar!

Música (Pedro Falkenbach, Marketing)

“Bamboleoooooooo… Bamboleaaa, porque mi vida yo la prefiero vivir así.” Quem não lembra desse refrão, sucesso dos Gypsie Kings dos anos 1990? Pois é, a música espanhola tem uma rica história com legiões de fãs no mundo todo.

Entre o tradicional flamenco que é frequentemente retratado no cinema, bandas de rock como La Oreja de Van Gogh e a música clássica (afinal, com Plácido Domingo e José Carreras, dois terços dos Três Tenores eram espanhóis!!!), a Espanha se destaca no cenário mundial e tem uma série de instrumentos que nasceram em suas terras, como a guitarra espanhola e as “castañuelas”.

Filmes (Gustavo Jazra, jornalista)

Hoje em dia, é difícil falar em cinema espanhol sem ao menos citar cinco nomes: Pedro Almodóvar, Paz Vega, Antonio Banderas, Penélope Cruz e Javier Barden.

Algumas visitas desses diretores e atores para Hollywood (que apesar dos apesares ainda possui influência inegável no cinema) fizeram com que esses nomes se tornassem conhecidos e despertassem o interesse pela sétima arte produzida na Espanha.

O mais legal de tudo isso é que não é preciso mais depender de um amigo cinéfilo ou de uma ida à Espanha para encontrar tais filmes!

Outros diretores, como Luis Buñuel e Carlos Saura, também merecem destaque. Foram eles, inclusive, alguns dos idealizadores do cinema espanhol ao lado do surrealista Salvador Dalí.

Quer algumas sugestões?

“Volver”, “Má Educação”, “Carne Trêmula”, “Tudo Sobre Minha Mãe” e “Mulheres À Beira de um Ataque de Nervos” (todos de Pedro Almodóvar), “Viridiana” (de Luis Buñuel) e “Carmen” (de Carlos Saura).

Festivais (José Estan, Estratégia)

Já escutou falar dos famosos festivais espanhóis?

Essa terra consegue misturar ideias muito diferentes, partindo da famosa Fiesta de San Fermin, das famosas corridas dos touros, até a calorosa festa Las Fallas, em que esculturas gigantes são queimadas nas praças, passando pelo polêmico festival El Colacho, no qual homens vestidos de demônios pulam uma fileira de recém-nascidos.

Tem também o novíssimo Nowhere, uma espécie de “burning man” que ocorre por lá (aquele festival de música e arte dos desertos norte-americanos). Histórias não faltam!

Artes (Danielle Fernandes, designer)

Que Salvador Dalí, Francisco de Goya e Pablo Picasso são só alguns dos grandes mestres das artes da Espanha, isso todo mundo já sabe.

Mas, como em tudo, o país gosta de inovar e nunca deixa de participar dos movimentos mais modernos e vanguardistas das artes e do design.

Uma das ações mais legais são as que acontecem do lado de fora, nas ruas, quase como intervenções urbanas.

Em Madri, principalmente, não é difícil se deparar com grupos ou marcas criando arte ao vivo, envolvendo as pessoas nas grandes avenidas.

Ah, mas é claro que uma visitinha ao Museu do Prado (“o louvre espanhol”) e ao Reina Sofía (o da famosa “Guernica”) é 100% indispensável!

E aí, deu vontade de descobrir a Espanha? Já chegou a visitar o país? Conhece alguma coisa legal de lá para acrescentar?

Por Rafa dos Santos

Conheça nossos vinhos espanhóis

Harmoniza com esta matéria:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aprenda mais sobre o universo do vinho.

Cadastre seu e-email e receba atualizações notícias e promoções

Por favor, verifique seu email.
O que falam da gente

Quer saber mais da Sonoma? Clique em algumas destas matérias para saber mais sobre a empresa.

Close
© 2020 SONOMA. Todos os direitos reservados. Se beber não dirija. Aprecie com moderação. A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.
Close