Para as férias… Champagne e Disney!

oit427iddzxgsfowl40moit427iddzxgsfowl40m

Para as férias… Champagne e Disney!

Viagem para Disney, Paris e Champagne de uma só vez? O Sonoma te guia!

Viagem para Disney, Paris e Champagne de uma só vez? O Sonoma te guia!

Não bastasse Paris ser o destino mais procurado por turistas no mundo inteiro, a cidade ainda sedia a atração turística mais visitada de toda a Europa. Pensou na Torre Eiffel, Museu do Louvre ou Notre-Dame? Não mesmo, estamos falando da Disneyland Paris, com 14,2 milhões de visitantes só em 2014.

E foi graças à inauguração do complexo nos arredores da capital francesa, em 1992, que a sua viagem entre Paris e Champagne ficou ainda mais próxima – e dá para garantir a diversão de toda a família de uma só vez.

A aproximadamente 100 quilômetros de Paris, Champagne é e sempre foi destino para amantes de vinho do mundo todo. E se você não vê a hora de embarcar, saiba que não está sozinho. Te damos o passo a passo para planejar a sua viagem e de sua família.

Disney para as crianças

Vamos combinar uma coisa: não existe lugar no mundo com o mesmo clima de contos de fadas que a Europa, e isso é algo que nenhum outro parque da Disney tem. O complexo de parques não fica exatamente em Paris, mas na cidade de Marne-la-Vallée, a 32 quilômetros.

Como chegar

Não se assuste com a distância, pois em apenas 45 minutos você vai de trem expresso do centro de Paris à estação Marne-la-Vallée/Chessy, que fica a dois minutos da entrada dos parques. Basta pegar a Linha A com destino à estação, partindo das estações Châtelet-Les-Halles, Gare de Lyon ou Nation.

Se preferir a comodidade de alugar um carro, vai contar com a bem sinalizada rodovia Autoroute de l’Est (A4) e seguir as placas até a saída 14 (Parcs Disney/Bailly – Romainvilliers). Vale lembrar que, apesar de mais confortável, não é nada fácil e barato estacionar em Paris.

Outra opção é ir de ônibus fretados, oferecidos por agências de turismo. Só lembre-se que a pontualidade europeia não tolera atrasos, então fique de olho no relógio para não perder o ônibus da volta.

Disneyland Paris e Walt Disney Studios

Castelo de Neuschwanstein, que serviu de inspiração para o castelo da Bela Adormecida

O primeiro e principal parque do complexo, o Disneyland Paris, é uma versão “afrancesada” da Disneyland da Califórnia. Assim como o original, sua atração principal é o castelo da princesa Bela Adormecida (em proporções um pouco maiores do que o californiano). Além dessa, o parque conta com outras atrações como Piratas do Caribe, Mansão Fantasma, Space Mountain 2 e, não poderia faltar, Ratatouille.

Inaugurado 10 anos depois, o Walt Disney Studios é um parque inspirado no Hollywood Studios, de Orlando. Com o tema “estúdios”, simula gravações e efeitos especiais de alguns filmes. Entre as atrações, estão Rock’n’Roller Coaster e Twiilight Zone Tower of Terror (isso sem falar no Disney Dreams, um show com os personagens que acontece à noite).

Os ingressos que dão direito a entrada nos dois parques custam a partir de 39 euros para crianças de até 11 anos e 45 euros para adultos. É possível comprar o ingresso no site disneylandparis.fr.

Onde se hospedar

Os 19 mil km² do complexo são bem abastecidos com sete hotéis do resort e seis outros associados (além de um campo de golfe!). Conhecidos pelos altos preços, as diárias nos hotéis chegam a custar, na baixa temporada, 120 libras (cerca de 400 reais) para o casal.

A opção mais acessível ainda é ir e voltar no mesmo dia. É possível comprar o ingresso que dá direito a entrada nos dois parques num mesmo dia, passar a manhã e a tarde por lá e voltar para dormir em Paris.

Champagne para os pais

Pode imaginar como é comprar seu Champagne favorito diretamente das mãos do produtor? Ouvi-lo contar suas história e como é fazer cada um dos seus vinhos? Visitar as galerias subterrâneas que guardam alguns dos vinhos mais caros do mundo?

Então, o que está esperando para visitar Champagne?

As regiões de Champagne

Ao todo, a região se divide em cinco principais comunas: Reims, Epernay, Marne, Côte des Bar e Côteaux Vitryats. E mesmo sendo um pouquinho mais distante (pouco mais de 100 km), ainda é muito acessível de Paris – e a visita é realmente imperdível.

Todos os dias, das 5h da manhã à 1h da madrugada, trens saem da estação de Gare d’Est com destino a Epernay, comuna considerada a capital de Champagne. E só para se ter uma ideia, a viagem de 144 quilômetros (feita em menos uma hora), custa 23 euros.

Chegando à comuna, verá não só os vinhedos que cercam toda a vila, mas também as mansões imponentes que abrigam algumas das mais famosas casas de Champagne do mundo, como a Möet & Candon. Vale também a visita à Montesse Lafond, à Lacquinot et Fils e à Mercier.

É em Epernay que está localizada a Avenida de Champagne, avaliada como a rua mais cara do mundo (é quase impossível caminhar pela rua e não imaginar os quilômetros de caves subterrâneas que passam por ali!). Acostumadas a receber turistas, as casas de Champagne realizam tours guiados e degustações.

Lá, ainda é possível fazer um tour a pé pelos arredores da cidade e visitar os vinhedos. O próprio Comitê do Champagne recomenda rotas com menos de 7 quilômetros que duram aproximadamente duas horas. Além disso, é possível visitar vilarejos localizados nos arredores, como Mutigny (paisagens bonitas), Aÿ (igreja gótica e pitorescas casinhas de madeira), Pierry (adega Frère Oudart e mansões do século 18), Burgny-Vaudancourt (castelo Château-de-Brugny) e Bergères-les-Vertus (monte Aimé).

Catedral Notre-Dame de Reims

Reims, a 145 quilômetros de Paris e a 29 de Epernay, é considerada a capital cultural de Champagne. Além de abrigar as casas Veuve Cliquot Ponsardin, Domaine Pommery, Mumm & Cie, Louis Roederer e Taittinger, ainda oferece uma série de atrações turísticas na própria cidade.

A começar pela Catedral de Notre-Dame de Reims, construída no estilo de arquitetura gótica no século 13, que foi palco da coroação da maioria dos reis da França. O Palácio de Tau, onde o rei se preparava para a cerimônia, e a Abadia de Saint-Rémi também fazem parte do roteiro considerado Patrimônio Mundial da UNESCO em 1991.

Museus, como Saint-Demis e Saint-Remi, além dos arcos La Ponte de Mars, construídos pelos romanos no século 3, disputam pela atenção dos enófilos com as rotas do vinho – a pé, a cavalo, de bicicleta ou até mesmo de carro. Se o seu sonho é caminhar pelos vinhedos de Chardonnay de Côte des Blancs, então deve apostar em um desses roteiros.

Há também a comuna Châlos-en-Champagne que, mais distante (189 km de Paris), foi onde começou a história da região. É lá que está localizada a primeira casa de Champagne e uma das mais famosas do mundo: Joseph Perrier Fils et Cie.

Opções é o que não faltam para quem deseja se hospedar nas comunas de Champagne, mas é melhor preparar o bolso (sim, o valor das diárias pode ser ainda maior do que se hospedar na Disneyland Paris).

Por Gustavo Jazra

Conheça os produtos da Sonoma

Harmoniza com esta matéria:

Leave a comment

Your email address will not be published.


*