Para cada estilo de vinho, uma taça

Para cada estilo de vinho, uma taça

Cada vinho ttem sua taça certa. Saiba quais com Sonoma!

Taças. Você sabe como usá-las para apreciar bem um vinho?

Um verdadeiro apreciador de vinho deve saber degustá-lo na taça correta. Além, do “ritual” se tornar muito mais bonito e agradável, a taça apropriada pode destacar as características do vinho e torná-lo melhor no paladar.

Em uma reunião de amigos, em uma degustação profissional ou em um jantar, é importante beber o vinho nas taças adequadas, mas não é fundamental que a pessoa as tenha em casa. Segundo o livro “Guia de Vinhos”, do sommelier Manoel Beato, existem muitos modelos no mercado, mas é importante observar fatores primordiais, como: a transparência do cristal para uma apreciação perfeita da cor; hastes longas para poder segurar o copo sem ter de tocar o bojo, e assim, não alterar a temperatura da bebida; por fim, ter o bojo mais aberto já que este ressalta os aromas.

O tamanho da taça também deve ser levado em conta na hora de adquiri-la, já que deve ter espaço suficiente para poder rodar a bebida sem derramá-la. Já a taça de espumante tem o formato mais longo para que o apreciador veja suas bolhas, tenha mais prazer ao degustar e, também, sinta melhor seus aromas.

A taça “Bordeaux” apresenta características que favorecem as uvas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Syrah, Bainada e Tannat, já que por ser um copo mais alto, de borda estreita e volume grande, é usado para os tintos ricos em taninos. Já o amplo formato de balão de “Bourgogne” faz com que o buquê se libere de maneira mais fácil, o que a torna ideal para vinhos à base de Pinot Noir, Nebbiolo, Barbera e Amarone.

Outros tipos de taça, como a denominada “Porto” é perfeita para doses menores e vinhos mais doces, como o do Porto, Marsala e Banyuls, por ter um bojo levemente mais estreito e menor. Parecida com ela, a considerada “curinga” deve ter vidro transparente, haste longa e bojo médio, já que se estiver neste padrão irá ressaltar e evidenciar as melhores características da bebida. Já a taça “Flûte” é ideal para os espumantes, pois quanto maior o bojo mais realçará os aromas.

No livro de Karen MacNeil, intitulado como “A Bíblia do Vinho”, a autora frisa que, de fato, tomar a bebida em um copo próprio faz toda a diferença. Ela orienta comprar apenas copos para vinhos que você possa se permitir quebrar. Ou seja, não é necessário adquirir taças caríssimas, já que terá receio de usá-las por medo de quebrá-las. Karen também sugere que compre taças que possam ser usadas tanto com tintos como para brancos. Para a autora é uma tolice dizer que os vinhos brancos devem ser servidos em copos menores, já que uma boa taça deve ser bem desenhada e ter bojo generoso igualmente para oferecer espaço para os sabores evoluírem. Anotadas as dicas, que tal apreciar um vinho em uma nova taça? Saúde!

Por Sonoma Brasil

Conheça os produtos da Sonoma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aprenda mais sobre o universo do vinho.

Cadastre seu e-email e receba atualizações notícias e promoções

Por favor, verifique seu email.
O que falam da gente

Quer saber mais da Sonoma? Clique em algumas destas matérias para saber mais sobre a empresa.

Close
© 2020 SONOMA. Todos os direitos reservados. Se beber não dirija. Aprecie com moderação. A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.
Close