Pedra roubada, uva nomeada

PEDRA ROUBADA UVA NOMEADAPEDRA ROUBADA UVA NOMEADA

Pedra Roubada, Uva Nomeada

Também denominada Uva della Marina, Nero di Troia ou Sumarello, reza a lenda que a Uva di Troia recebeu este nome por causa de um cavaleiro fugitivo, que carregava em seu barquinho pedras da destruída cidade de Tróia.

Como foi que aconteceu…

A Guerra de Tróia aconteceu, segundo a lenda, porque Paris – filho do rei de Tróia – levou à cidade, Helena, esposa do rei de Esparta para viverem um romance. Menelau, o rei espartano, ordenou um exército composto por reis gregos para recuperar a esposa.

Fogo daqui, desmoronamento dali, o exército grego incendiou a cidade de Tróia, desfarçados em um enorme cavalo de madeira e fugiu para a Itália de barco!

Entre eles estava Diomedes, que carregava no barquinho que atravessava o rio até o outro país, pedras da cidade destruída.

Quando chegou à Puglia, Diomedes encontrou o que considerava o lugar perfeito para se instalar.

Com as pedras levadas de Tróia, ele ancorou o barco na costa e delimitou o seu lugar, nomeando-o de “Campi Diomedei”.

Mas parece que não era só isso que ele carregava…

Diomedes pelo visto, levou também algumas “mudas” de vinha, que plantadas às margens do rio Ofanto, com pedras troianas marcando o espaço, deram origem à, hoje conhecida, Uva di Troia.

E foi assim que o cavaleiro grego destinado a recuperar a esposa de um rei, nomeou uma vinha com a sua lenda.

Na Sonoma você encontra os melhores vinhos.

 

Leave a comment

Your email address will not be published.


*