Terroir, o ingrediente escondido na receita do vinho

Para a produção de um bom vinho, não pode faltar um bom terroir. Mas o que compõe um terroir? O Sonoma te ensina!

Para a produção de um bom vinho, não pode faltar um bom terroir!

A produção de vinhos começa com um primeiro ingrediente importante: o solo. Ele tem a função de sustentar as vinhas, mantê-las abastecidas de água e nutrientes para que realizem a fotossíntese e desenvolvam as uvas.

A composição do solo também influencia no sabor das uvas: solos argilosos adicionam tanino aos vinhos, que também são encorpados. Vinhedos de altitudes tendem a ter muito tanino (sendo muito adstringente), mas vinhos de regiões com alta incidência de luz do sol são mais maduros. Ao mesmo tempo, os solos não podem ser muito férteis, pois quanto mais frutos uma parreira produzir, mais fraco, diluído será o sabor do vinho.

As chuvas nas vinhas também devem ser levadas em conta: são necessárias quando as plantas estão em desenvolvimento, mas prejudiciais quando as uvas estão amadurecendo, pois podem facilitar a ação de fungos e diluir o sabor da fruta.

O termo terroir, que literalmente signfica “terreno”, abrange as características de solo, microclima e ecossistema do local onde a uva foi plantada, que influenciam na qualidade do vinhedo e, conseqüentemente, do vinho. Esse conceito é muito mais valorizado por produtores da Europa enquanto que no Novo Mundo são destacadas as qualidades de cada uma das variedades.

Por Sonoma Brasil

Conheça nossa variedade de vinhos


Quer saber mais? Veja também outros artigos relacionados.