É da região de Piemonte, na Itália, que vem a casta de uvas Barbera.

Juntamente com o Barolo e o Barbaresco, a uva é responsável por um dos 3 “B”s: três tipos de vinho que vem conquistando cada vez mais espaço nas mesas dos degustadores de todo o mundo.

Originária do país que disputa com a França o título de maior produtor mundial de vinho em volume de litros, a Barbera é chamada carinhosamente de “princesa” das 3 “B”s, seguida do “príncipe” Barbaresco e do “rei” Barolo.

“La Barbera”, como é conhecida na Itália, é uma uva da qual se derivam vinhos de sabor mais fresco e frutado do que os outros dois, Barolo e Barbaresco. Segundo registros de plantio de vinhedos de Barbera no século XIII, sua terra natal é a cidade de Casale Monferrato.

A acidez natural da Barbera a torna perfeita para o cultivo em regiões de clima quente, resultando desde vinhos mais baratos até os mais especiais, com boa estrutura e relativamente longevos.

Para harmonizar com vinhos Barbera, nada como recorrer à culinária da mesma origem, ou seja, antepastos e embutidos italianos. Graças ao seu corpo médio e boa acidez, degustar um vinho Barbera significa automaticamente ser tentado às massas com molhos mais fortes, como por exemplo o clássico spaghetti alla Bolognese, pratos com funghi ou ainda prosciutto di Parma.

Quem está no Brasil encontra boas safras de Barbera no mercado, como Angheben Barbera 2007, Valfieri Barbera d´Asti DOC ou Michele Chiarlo Barbera d´Asti “Le Ormes”, todos eles a preços dignos de um jantar sofisticado, mas sem exageros.

Por Sonoma Brasil

Os melhores vinhos italianos você encontra na Sonoma


Quer saber mais? Veja também outros artigos relacionados.