Dão

Dão

Dão

Situada na região de Beira Alta, no centro-norte de Portugal, Dão possui sólida atuação na fabricação de vinhos tintos e brancos.

Situada na região de Beira Alta, no centro-norte de Portugal, Dão possui sólida atuação na fabricação de vinhos tintos e brancos. A região é montanhosa e possui vinhas situadas entre 400 a 700 metros de altitude.

A produção dos vinhos em Dão é muito antiga, e foi intensificada ainda na Idade Média, pelas mãos dos monges de Cister. Nessa época, eram eles que dominavam a prática agrícola, e conseguiram aumentar consideravelmente a produção do vinho, por ser considerado uma bebida sagrada.

No entanto, foi somente após a segunda metade do século XIX que a região de Dão passou a ser sinônimo de produção de vinhos de qualidade, o que levou à delimitação da área, sendo a segunda região portuguesa demarcada como produtora de vinho.

Durante anos, a produção de vinho em Dão era feita por cooperativas de adegas, que recebiam as uvas dos produtores. Posteriormente, a bebida era vendida a empresas que a engarrafavam e comercializavam.

Esse sistema só foi alterado em 1986, com a entrada de Portugal na Comunidade Econômica Europeia. As empresas, que somente vendiam o vinho já produzido, passaram a comprar as cooperativas de adegas e a cultivar castas de uvas, além de modernizar a fabricação da bebida.

Hoje, o Dão cultiva várias castas, sendo as mais conhecidas a Touriga Nacional, a Alfrocheiro e a Tinta Roriz, utilizadas na fabricação de vinhos tintos, e a Verdelho, a Bical e a Encruzado, usadas para a produção de vinhos brancos.

A região também atua no enoturismo. Em 1998, foi inaugurada a Rota dos Vinhos do Dão, abrangendo mais de 35 adegas. A ideia é estimular o potencial turístico da área com passeios e degustações dos vinhos da região.

Por Sonoma Brasil

Leave a comment

Your email address will not be published.


*