Douro

Localizada no nordeste de Portugal, o Douro foi a primeira região do mundo a ser demarcada como produtora de vinho.

Localizada no nordeste de Portugal, o Douro foi a primeira região do mundo a ser demarcada como produtora de vinho. Esse título foi concedido em 1756, por Marquês de Pombal, devido à popularidade do vinho do Porto, que se tornou símbolo do Douro.

O vinho do Porto é o vinho português mais conhecido. Ele é famoso por seu alto teor alcoólico e doçura, características que são obtidas com a adição de uma aguardente vínica ou de um destilado, interrompendo o processo de fermentação do vinho. Justamente por essa adição é que o vinho do Porto também é considerado um vinho fortificado.

Desde a demarcação de Douro, a região passou por uma intensa transformação, sobretudo em sua paisagem. As castas de uvas passaram a ser plantadas em encostas e socalcos, originando belas paisagens que foram reconhecidas pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, em 2001.

A região é cercada pelas serras de Marão e Montemuro, além de ter como afluente o rio Douro, de mesmo nome. As características geográficas do Douro propiciam condições favoráveis à produção de uvas com cor intensa e níveis de açúcar mais concentrados.

Dentre as castas de uvas que são produzidas na região do Douro, as mais famosas são as tintas, como a Touriga Nacional, a Tinta Barroca, a Tinta Cão, a Tinta Roriz e a Touriga Franca, utilizadas sobretudo na fabricação do vinho do Porto.

A produção de outros vinhos tintos e brancos do Douro também é destacada. A região tem castas como a Esgana Cão, a Viosinho, a Côdega e a Moscatel Galego, que resultam em vinhos frescos e com sabores equilibrados.

Por Sonoma Brasil


Quer saber mais? Veja também outros artigos relacionados.