Novo Mundo

Novo Mundo

Quando se trata da procedência dos vinhos, muito se fala das bebida fabricadas no Novo Mundo. Mas, você sabe ao certo o que significa esta expressão?

O termo ‘Novo Mundo’ é utilizado para denominar vinhos originados nos seguintes países: Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Estados Unidos, Argentina, Chile, Uruguai, Brasil, México, Canadá, China e Índia.

São vinhos que se contrapõem aos do Velho Mundo (Europa) por utilizarem tecnologia no processo de fabricação e não se basearem no conceito de ‘terroir’.

A palavra ‘terroir’ (“terreno”, em francês) é utilizada para designar uma região considerada pelas suas aptidões agrícolas, na produção do vinho. Nessa designação, são considerados fatores climáticos e do solo, que influenciam diretamente no cultivo da uva.

Nos vinhos do Novo Mundo, o conceito de ‘terroir’ é desconsiderado, pois o uso da tecnologia favorece o cultivo de um tipo de uva em várias regiões, o que significa que o vinho não é de exclusividade de um local.

Além disso, a tecnologia também tem papel fundamental no processo de colheita das uvas utilizadas nos vinhos do Novo Mundo: tudo é feito mecanicamente.

O grau de maturação da uva, inclusive, é medido com um aparelho.

Identificar um vinho do Novo Mundo é fácil: ele costuma trazer no rótulo o nome das uvas utilizadas na fabricação da bebida, o que torna mais fácil o entendimento sobre ela.

A diferença entre os vinhos do Novo e Velho Mundo também está no paladar: enquanto os vinhos do Velho Mundo são mais ácidos e encorpados, os do Novo Mundo são mais frutados.

Por Sonoma Brasil

Conheça nossa variedade de vinhos

Leave a comment

Your email address will not be published.


*