Vinho Vintage ?

A palavra “vintage” é usada, no segmento de vinhos, para caracterizar um vinho de uma safra de altíssima qualidade.

Todo vinho vintage, portanto, é fabricado com uvas de um determinado ano em que a safra produziu frutos acima da qualidade esperada.

Para ser vintage, o vinho tem de ser produzido somente com uvas de um determinado ano, seja de uma casta ou várias. A mistura de safras não é permitida, já que descaracterizaria o conceito de vintage.

O vinho vintage passa por um processo diferenciado, sobretudo no que se refere ao seu envelhecimento.

Como possui alta qualidade, a bebida pode ser guardada por mais tempo, o que melhora a estrutura do vinho, além de acentuar seus sabores e aromas.

Um excelente exemplo é o vinho do Porto vintage, que passa por um período de envelhecimento no barril de madeira, processo que é terminado na própria garrafa, posteriormente.

O tempo de envelhecimento do vinho do Porto vintage é de no mínimo dez anos, mas a qualidade da bebida só é potencializada a partir dos vinte anos.

Além do vinho do Porto, safras anteriores a 2005 do Champagne também já foram consideradas vintage, inclusive os vinhos tintos e brancos de demais regiões francesas e italianas.

Justamente por sua qualidade e longevidade, o vinho vintage possui preços altos, muitas vezes exorbitantes, sendo uma forma dos produtores de rentabilizar ainda mais seu produto. Entre os apreciadores do vinho, o vintage é objeto de colecionador.

Por Sonoma Brasil

Conheça os melhores vinhos na Sonoma


Quer saber mais? Veja também outros artigos relacionados.