A prima pobre da maçã

A prima pobre da maçã

A prima pobre da maçã

Ela não é a fruta do pecado, nem a preferida das madrastas para envenenar princesas.

Ela não é a fruta do pecado, nem a preferida das madrastas para envenenar princesas.

Mas engana-se quem pensa que ela não faz tanto sucesso quanto a prima maçã. No Velho Mundo, a pera é uma das frutas mais valorizadas e versáteis.

O berço da pera é a própria Europa, com registros de que era cultivada e saboreada há mais de cinco mil anos. Há muitas variedades, e todas possuem polpa adocicada e suculenta e têm muitas vitaminas e sais minerais, além de baixa caloria.

Apesar de ter se dado muito bem aqui, no Brasil, as pessoas parecem colocá-la em segundo plano, preferindo a maçã, fruta da mesma família e igualmente deliciosa. Mas a verdade é que a maioria de nós desconhece o poder culinário magnífico que a pera tem, para ser comida “in natura”, em geleias e em receitas refinadas e deliciosas.

Com formato que lembra o corpo da mulher, a pera foi consagrada como uma fruta sensual pelos antigos e reverenciada em várias receitas românticas. É uma das frutas mais fáceis de harmonizar com ervas e especiarias, causando êxtase mesmo nos paladares mais exigentes. Pedaços de pera e um bom vinagre balsâmico envelhecido são companheiros perfeitos, por exemplo.

Puro requinte

Outra receita deliciosa, romântica e ótima para impressionar o companheiro naquele jantar, é a famosa Poire Belle Hélenè (tradução literal do francês, “Pera Bela Helena”), uma receita chique e super simples. Essa sobremesa francesa, tão famosa quanto o Petit Gâteau, foi criada em 1864 para comemorar a estreia da ópera “La Belle Hélenè” em Paris. Aliás, essa Helena você conhece! É a de Tróia, que fugiu com Páris e deu aquela confusão toda. O prato consiste em uma pera cozida, geralmente com vinho, e coberta com chocolate quente. Para finalizar, costuma-se colocar uma bola de sorvete de baunilha para acompanhar e dar o contraste de temperatura e gosto.

Quer mais? Que tal uma sobremesa de pera frita com coco, uma torta, ou uma pera ao vinho tinto? Se preferir um prato salgado, pode ser uma bruschetta de pera com brie, ou uma pera ao queijo parmesão? O paladar refinado da pera valoriza tanto pratos doces quanto salgados, harmonizando sabores fortes e emprestando doçura ao cardápio. E para a pera não ficar com aquele aspecto escuro que ela desenvolve depois de cortada (devido à oxidação), aqui vai um truque: mergulhe os pedaços cortados de pera em água gelada com limão, antes de usá-los. Vai garantir o frescor da fruta até a hora de ser servida.

Já deu água na boca? Então, mãos à obra para aproveitar essa fruta deliciosa, que esperamos nunca mais ser subestimada!

Risoto de brie e pera

Os queijos cremosos são os melhores amigos da pera, em especial a gorgonzola e o brie.

Ingredientes:

1 litro de caldo de legumes (de preferência feito em casa)

  • 20 g de manteiga e mais 2 colheres (sopa)
  • Meia cebola picada
  • 1 80 g de arroz arbóreo (ou qualquer outro arroz indicado para risoto)
  • 50 mL de vinho branco seco
  • 80 g de queijo tipo brie ralado
  • 1 ou 2 peras médias fatiadas

Modo de preparo:

  • Em uma panela, coloque o caldo de legumes e deixe ferver.

  • Enquanto isso, em outra panela, refogue a cebola na manteiga em fogo baixo. Deixe dourar e adicione o arroz. Frite com cuidado.

  • Despeje o vinho branco e deixe aderir à mistura por mais ou menos um minuto. Mexa aos poucos até que o vinho seque.

  • Jogue o caldo de legumes aos poucos, mexendo sempre. A cada dose despejadas, deixe o caldo secar por completo e repita a operação até que o risoto fique cremoso e macio.

  • Quando chegar ao ponto, e notar um fundinho ainda “crocante” do arroz, coloque o queijo brie e as peras. Mexa bem para finalizar e sirva.

Pain perdu com purê de pera

A pera é um dos acompanhantes mais tradicionais da famosa rabanada francesa. Confira nesta receita bem simples do restaurante Ici Bistrô, em São Paulo.

Ingredientes:

  • 250 mL de leite
  • 160 g de açúcar
  • 2 ovos
  • 30 g de manteiga sem sal mais 2 colheres (sopa)
  • 1 colher (sobremesa) de baunilha (ou essência)
  • 4 pedaços de pão amanhecido em fatias (mais ou menos na grossura de um dedo)
  • 350 g de compota de pera (ou 50 mL de licor de pera e 3 peras sem casca em cubos)

Modo de preparo:

  • Comece pelas rabanadas. Em uma tigela, misture os ovos e 120 g de açúcar. Bata até dissolver bem e adicione o leite e a baunilha.

  • Coloque as fatias de pão dentro da mistura e deixe cada lado por cerca de 30 segundos.

  • Derreta os 30 g de manteiga em uma frigideira e coloque as fatias de pão. Doure dos dois lados e reserva sobre papel toalha (para escorrer o óleo).

  • Caso utilize a compota, é só polvilhar a rabanada com o açúcar e servir com o doce. Senão, é hora de preparar a mistura: em uma panela, derreta duas colheres de manteiga em fogo médio e junte umas três colheres de açúcar. Cozinhe em fogo baixo até obter um caramelo claro.

  • Coloque as peras e cozinhe por cinco minutos. Cubra com papel manteiga e deixe cozinhar por mais 10 minutos (até as peras ficarem macias).

  • Após retirar do fogo, bata levemente as peras com o licor e deixe esfriar. Use à vontade na sobremesa.

Pera ao vinho

A “poire au vin” é uma das mais clássicas sobremesas da França (lado a lado com o creme bruleé). Esta versão bem tradicional é do chef Paulo Barroso de Barros, do restaurante paulista La Table Enogastronomia.

Ingredientes:

  • 6 peras
  • 1 L de vinho tinto seco
  • 200 g de açúcar
  • 25 g de manteiga
  • 1 fava de baunilha (ou 1 colher de essência)
  • 500 mL de água
  • Cravo-da-índia a gosto

Modo de preparo:

  • Descasque as peras, retire as sementes e corte-as ao meio, mas mantenha os talos. Reserve.

  • Ferva todos os outros ingredientes até obter um ponto de calda.

  • Coloque as peras na calda até que fiquem macias, mas não quebradiças (algo parecido com o “al dente” das massas).

  • Retire do fogo e deixe descansar por mais ou menos 12 horas para que todos os sabores se integrem.

  • Sirva com um ou dois cravos-da-índia.

Por Fernanda Braite e Rafael dos Santos

Leave a comment

Your email address will not be published.


*