Receita: Lula à dorê, por Chuck Hughes

Foi em 1870 que surgiu, na França, a mania de gratinar. Com origem francesa, a palavra gratinar significa recobrir as comidas com pão ralado.

Como um prato muito comum na França, a palavra “dorê” vem do francês “dourado”. E só poderia se chamar assim mesmo. Esta é a cor que o prato atinge enquanto está sendo preparado.

Ingredientes

  • 450 g de lula fresca limpa
  • 2 xícaras de leite
  • Suco de 1 limão
  • 1 colher de chá de molho Tabasco com alho
  • 2 xícaras de farinha
  • 1 colher de chá de páprica doce
  • 1 colher de chá de pimenta malagueta
  • 3 ovos
  • 1 colher de chá de pimenta recém-moída
  • 1 limão cortado em 4 fatias para guarnição
  • Sal e pimenta
  • Óleo vegetal para fritura

Modo de preparo

  • Limpe a lula e corte em anéis largos, reservando os tentáculos para fritura. Misture o leite e o limão. Deixe descansar por 5 minutos até crescer.
  • Deixe de molho no leitelho misturado ao Tabasco com alho em uma vasilha grande por até 4 horas.
  • Em uma vasilha separada, misture a farinha, o sal, a pimenta, a páprica e a pimenta malagueta. Bata os ovos em uma terceira vasilha.
  • Retire e escorra a lula do leitelho, mergulhe nos ovos batidos e, em seguida, na mistura de farinha. Reserve para fritura.
  • Em uma frigideira funda, frite em partes a 360ºC, ou em uma frigideira grande, em temperatura média-alta, com 2 xícaras de óleo vegetal (500 ml), por cerca de 4 minutos até a lula ficar dourada e crocante.
  • Disponha em uma travessa, seque o excesso de óleo e espalhe uma pitada de sal e pimenta. Sirva com pedaços de limão.

Chuck é chef de cozinha e apresentador do programa Receitas do Chuck, no GNT.

Os melhores vinhos para acompanhar sua receita você encontra na Sonoma


Quer saber mais? Veja também outros artigos relacionados.