Os 3 segredos para armazenar vinhos

xc9p4da1qix2z4surlgixc9p4da1qix2z4surlgi

Os 3 segredos para armazenar vinhos

Você tem um vinho especial que quer abrir num dia de comemoração, mas não tem adega para guardar? Ou você quer que um vinho se melhore na guarda e não sabe como? Veja os 3 segredos simples para aprender a armazenar vinhos.

1- Cuidado com a posição

Acho que você já deve ter ouvido (ou visto) que vinhos devem ser guardados na horizontal. Mas, por quê? Acredite, não é porque fica bonito e diferente. O motivo nem é o vinho, e sim a rolha: mantendo a garrafa deitada, o vinho estará sempre em contato com a rolha, que permanecerá úmida e dilatada. Isso impede que ela diminua de tamanho e o ar entre na garrafa. O entrar do ar, ainda que em pouca quantidade, oxida e estraga o vinho.

2- Temperatura e local

A temperatura que o vinho ficará implica imediatamente no local. Você pode guardar seu vinho numa adega, armário ou numa caixa: o mais importante é que não tenha luz. Tanto a luz solar quanto a luz ambiente atravessam a garrafa e podem alterar o vinho, mesmo dentro de adegas.


Cada vinho tem uma temperatura ideal para ficar. Resumindo, podemos dizer que tintos devem ficar a uns 13 – 17 graus, enquanto brancos pedem temperaturas em torno de 12 – 14 graus.


Mas o problema, na verdade, é a mudança de temperatura. Uma temperatura que fica mudando é pior do que uma temperatura errada que fica constante. Então, tente deixar os vinhos em locais frescos e que não haja variação. Se tiver uma adega, prefira as climatizadas.


E, se você tem uma adega só para guardar tinto e branco juntos, prefira deixar na temperatura do tinto. Ela é mais perto da temperatura ambiente, então o branco mudará de temperatura apenas uma vez: antes de ser servido, quando for resfriado.

3- Período

Daí você decide que, se é tão fácil assim guardar vinhos, vai guardar um por 15 anos! Então, daqui a 15 anos, você abre a garrafa… e resolve que quer me matar.


Para isso não acontecer, já aviso: cada vinho tem um período certo para ficar envelhecendo. Não adianta pegar um rótulo que fica perfeito com três anos, e tentar beber com sete. Ele estará oxidado e horrível. Assim como seria desperdício pegar um vinho que fica bom em sete, e beber em três. Respeite o tempo de cada um.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*