Savoir faire transcendant

Um saber fazer e cuidar que transcende. Que se sobrepõe e ultrapassa limites.

Estamos falando da mulher no mundo do vinho.

E hoje apresentaremos duas referências que, apesar de únicas, tem tudo uma a ver com a outra!

A primeira vem da Borgonha e, embora mais experiente, esbanja vitalidade e bom humor em seu recente empreendimento, já reconhecida por seus vinhos em um terroir tão exigente e concorrido. Estamos falando de Brigitte Berthelemot.

Já a segunda vem de Châteauneuf-du-Pape, mais jovem mas à frente de uma propriedade com séculos de história. Essa é Emilie Boisson, do Domaine du Père Caboche.

Em comum? Terroirs e vinhos excepcionais sob a regência de duas mulheres de diferentes gerações e histórias, mas com ambições similares que ultrapassam os limites impostos por uma sociedade machista.

A energia que empreendem em seu savoir faire é um poderoso blend de discurso e ação que se reflete não apenas em seus vinhos, mas a partir deles na reconfiguração do campo de trabalho da mulher (que deve estar onde ela quiser) e também na perspectiva do cuidado, por elas disseminada, através de uma incansável busca por práticas mais harmônicas de convivência entre os seres humanos e a natureza.

Vamos conhecê-las um pouquinho melhor?

Brigitte Berthelemot

]

Na Cote d’Or, Brigitte Berthelemot combinou tenacidade e senso de humor para em pouquíssimo tempo tornar a Domaine Berthelemot em uma referência.

Em 2006, com a fusão das propriedades de Jean Garaudet e Yves Darviot, Brigitte liderou com dedicação fervorosa a expansão e aquisição de novas denominações. Em Beaune, estendeu lotes para Pommard, Monthélie, Meursault e, a partir de 2012, também em Puligny, Chassagne e novamente Meursault.

Inspirada por seus antepassados, apaixonados viticultores em Mâconnais, hoje seu legado alcança também seu filho Thomas Berthelemot, que faz parte do Domaine desde 2017.

Atualmente, a busca pela certificação biodinâmica é a meta mais ousada da domaine que, desde 2015 possui o registro de propriedade Haute Valeur Environnementale (HVE – niveau III). Neste processo de conversão, a partir da safra de 2021 os vinhos já poderão comunicar o cultivo orgânico (certificado) e biodinâmico (não certificado).

Um brinde à Brigitte e a sua vivacidade!

Emilie Boisson

A história da Domaine du Père Caboche remonta a 1652, quando era propriedade da família Chambellan. Em 1777, o casamento entre Jean-Louis Boisson e Elisabeth Chambellan conecta a família Boisson ao Domaine.

Além de se dedicar à viticultura, os Boissons também trabalhavam como ferreiros e daí o nome “Caboche”, que deriva de uma antiga palavra provençal que significa pregos de ferradura. 

Emilie Boisson é filha de Jean Pierre Boisson, que até 2014 teve uma carreira política muito ativa, ora como prefeito em Châteauneuf du Pape, ora membro ativo de organizações agrícolas regionais e nacionais. Com tantas atividades, Jean Pierre costumava estar ausente, atribuindo à Emilie a responsabilidade pela domaine.

Com protagonismo e muita energia, Emilie Boisson é atualmente a mulher à frente de um legado com séculos de história, com 63 preciosos hectares de vinhas, dos quais 17 em Châteauneuf du Pape e o restante em Côtes du Rhône e Vaucluse.

Entre suas convicções, está o desejo de reduzir as intervenções no vinhedo como estratégia de proteção e manejo sustentável. Para isso, não economiza tempo e esforço em práticas que priorizem o respeito ao meio ambiente e à saúde humana.

Um brinde à Emilie e ao futuro!

Que tal provar os vinhos elaborados por Brigitte e Emilie?

Para quem já os conhece, certamente é uma oportunidade de apreciá-los a partir de horizontes ainda mais amplos. E para quem pretende conhecê-los, um bom conselho: permita-se!

Excepcionais brancos e tintos, exclusivos e de importação própria da Sonoma para a América Latina.

Abaixo, os vinhos que temos disponíveis hoje separados por Domaine:

Domaine Berthelemot Volnay ‘Le Village’ 2018
Domaine Berthelemot Puligny-Montrachet 2018 (Orgânico)
Domaine Berthelemot Pommard “Les Noizons” 2018 (Orgânico)
Domaine Berthelemot Vosne-Romanée 2018

Domaine du Père-Caboche “Le Petit Caboche” Vin de Pays de Vaucluse Rouge 2019
Domaine du Père-Caboche “Château La Côte” Côtes du Rhône 2019
Domaine du Père-Caboche Châteauneuf-du-Pape Rouge 2018
Domaine du Père-Caboche “Elisabeth Chambellan Vieilles Vignes” Châteauneuf-du-Pape 2017

Um grande abraço,
A Equipe Sonoma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aprenda mais sobre o universo do vinho.

Cadastre seu e-email e receba atualizações notícias e promoções

Por favor, verifique seu email.
O que falam da gente

Quer saber mais da Sonoma? Clique em algumas destas matérias para saber mais sobre a empresa.

Close
© 2020 SONOMA. Todos os direitos reservados. Se beber não dirija. Aprecie com moderação. A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.
Close