Vinho muito alcoólico ou pouco alcoólico? Qual Escolher ?

Vinho muito alcoólico ou pouco alcoólico?

Ou também pode ter degustado um rótulo que mais parecia suco de uva pela pouca presença do álcool… Mas, afinal, para ser um bom vinho, qual a medida certa?

O álcool é fundamental para a elaboração de um vinho. Assim como o tanino e acidez, ele é responsável pela estrutura e resultando de um bom vinho, isto é, se os dois elementos citados também estiverem integrados.

Resultado do contato da levedura com o açúcar natural da polpa de uva, o álcool é um elemento básico do vinho, onde neste tem um papel bem complexo, uma vez que pode ser o responsável do sucesso ou de seu total declínio – um rótulo com excesso de álcool, certamente, possuirá um odor “quente”, desagradável.

O papel do álcool é avassalador: afeta o corpo e a textura do vinho. Vinhos com alto teor alcoólico são mais encorpados e densos, enquanto os vinhos com baixa graduação alcoólica são tão leves que, muitas vezes, podem parecer suco. O fato é que quanto mais maduras forem as uvas, mais açúcares naturais terão e, assim, mais elevado será o teor alcoólico do vinho.

Outro fato importante e que, muitas vezes, é deixado de lado é a questão da temperatura. Vinho acima da temperatura, certamente, irá aparentar ser mais alcoólico, por isso, a necessidade de ser servido na temperatura correta. Os espumantes devem ser servidos em torno de 5°C; brancos, de 6 a 8ºC; rosés, 7 a 11ºC; tintos leves, entre 14 e 16ºC e encorpados, 18 a 20ºC.

A importância do álcool

Obviamente, o álcool do vinho não existe isoladamente, sendo assim, um alto nível do mesmo permitirá que a bebida suporte elevado nível de acidez e, mesmo dessa maneira, terá um gosto equilibrado. O equilíbrio, nada mais é, do que a medida equilibrada de todos os componentes mais importantes do vinho, como tanino, acidez e álcool. E o equilíbrio é fundamental. Um vinho com muito álcool e pouca acidez, terá um gosto insatisfatório, sem graça e fraco.

Compare e comprove!

Quer fazer o teste? Pegue dois bons vinhos de mesma região. Muitas vezes, o vinho de maior graduação alcoólica será considerado o melhor, porém, isso não terá nada a ver com o álcool em si. Então, qual é a explicação? As uvas mais maduras que, por serem mais ricas em açúcar, vão propiciar maior nível alcoólico e, também, ressaltar outros atributos: um tanino mais macio e mais desenvolvido, aromas e sabores muito mais presentes.

E você, já experimentou um vinho com alto teor alcoólico? Como foi a experiência?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aprenda mais sobre o universo do vinho.

Cadastre seu e-email e receba atualizações notícias e promoções

Por favor, verifique seu email. Por favor, verifique sua cidade.
O que falam da gente

Quer saber mais da Sonoma? Clique em algumas destas matérias para saber mais sobre a empresa.

Close
© 2020 SONOMA. Todos os direitos reservados. Se beber não dirija. Aprecie com moderação. A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.
Close