Descubra os Diferentes Tipos de Massa de Macarrão

Tipos de Massa de MacarrãoTipos de Massa de Macarrão

Tipos de Massa de Macarrão

Ele está presente nos almoços de domingo, naquele jantar romântico e até naqueles dias em que tudo o que você deseja é uma comida que te dê conforto.

Mas será que você conhece todos os tipos de macarrão?

Primeiro precisamos lembrar que os macarrões são divididos em grupos levando em conta os ingredientes que são utilizados na massa, seus tamanhos e comprimentos.

Veja quais são os dois tipos de massa mais conhecidos:

Pasta Fresca (fatta in casa)

Artesanais, feitos por quem é apaixonado por culinária e acha um absurdo comprar a massa pronta. Esta massa é feita a base de três ingredientes básicos: trigo, ovos e água (ou às vezes vinho branco). Apesar de mais trabalhosa, há quem diga que é mil vezes mais saborosa.

Pasta Secca

Esta é que encontramos com facilidade nos supermercados. Produzida industrialmente, a pasta secca é feita a base de sêmola de trigo duro e água, pois dessa forma, sua validade é estendida.

Existem também diversos macarrões feitos dos mais diferentes ingredientes, como os de vegetais ou os de grãos integrais, preferidos pela galera fitness por conter mais fibra.

Já reparou como existem tamanhos e espessuras bem diferentes entre os macarrões? Eles são separados em:

Massas curtas (Pasta corta)

Massas que possuem menos de 10 centímetros de comprimento, podem ser utilizadas em pratos quentes ou frios, combinam com molhos mais encorpados, a base de queijos ou até iogurte.

Conheça algumas delas:

Farfalle

Informalmente conhecido como gravatinha ou borboleta, possui uma massa bem curtinha (cerca de 35 mm), é perfeita para ser usada em saladas de macarrão (ótimas para o verão), ensopados e até mesmo sopas.

Gnocchi

O nome é igual, mas as semelhanças param por aí, já que não vai batata na massa (ao contrário do tradicional gnocchi que conhecemos). Este tipo de massa lembra uma pequena conchinha e vai muito bem com molhos clássicos como bolonhesa e pesto.

Penne

Este você provavelmente já usou! Mas já reparou que às vezes vem a descrição “rigati” no rótulo? Isso quer dizer que a massa possui nervuras, elas ajudam a deixar a sua massa ainda mais suculenta, já que retêm o molho. Falando em molho, os ideais para essa massa são os a base de tomate.

Rigatoni

O nome pode parecer estranho, mas é fácil de identificar a massa – que se parece um tubo bem curto. O rigatoni também possui uma versão mais “gordinha”, o schiaffoni. E o molho? Dê preferência aos suculentos.

Orecchiette

Leu o nome e assemelhou a orelha? Acertou! Afinal, esta massa vinda da Puglia tem mesmo o formato de uma. Ela é perfeita para molhos com pedaços de vegetais, já que sua textura permite essa mistura.

Casareccia

Normalmente feita de massa caseira, a casareccia se caracteriza pelas ranhuras presentes no corpo, que como dissemos acima, ajuda a reter mais molho, dando aquela suculência ao prato. Combine com molhos mais cremosos e densos ou até os mais ralos.

Tortellini

Pequeno no tamanho, o tortellini é uma espécie de “primo” do capelletti. Cheio de detalhes e dobras, essa massa fina possui pequenos cortes e acompanham muito bem carnes e caldos.

Ufa! Cansou? Ainda tem as…

Massas Longas (Pasta Lunga)

Perfeitas para molhos de textura mais líquida, por envolverem melhor a massa. Veja alguns tipos de massas longas:

Bavette

Poderia facilmente ser confundida com spaghetti, mas não é! O bavette possui um leve achatado, sabe por quê? Para suportar o peso dos molhos mais densos, sem atrapalhar a sua estrutura. Combine com o delicioso pesto!

Bucatini

Outro primo do espaguete, porém ele é mais grosso e possui um buraco no meio (como o nome sugere), novamente para o molho. Qual usar? Os mais diversos, vale usar o molho à base de vegetais, de queijos ou até mesmo amanteigados.

Linguine

Apesar de ser parecido com o bavette por ser longo e comprido, possui um formato mais fino e achatado. Linguine, significa língua pequena, em italiano. E o que acompanha? O clássico molho de tomate, ou pesto.

Capellini

Mais conhecido como “cabelinho de anjo”, como o nome sugere, de fato parece com fios de cabelo infantil, de tão fininho. Delicado, ele deve ser manuseado com cuidado para não quebrar, por isso o mais indicado é usar molhos mais leves e simples como o de manjericão ou até em sopas.

Fettuccine

Em italiano, pequenas fitas. Vai dizer que não parece? Diferentemente do linguine e do tagliatelle, ele é achatado e mais espesso. Combina muito bem com molhos que levam carne, como o ragu.

Pappardelle

Com o formato em compridas tiras, ele pode parecer o fettuccine, porém sua largura é maior. Por ser menos delicado, cai bem com os mais diversos tipos de molho e espessuras.

Ziti

Uma massa mais “rechonchuda” e alongada, é perfurada no meio (já sabe por quê, né?). Pode ser cozinhada inteira ou até mesmo em pedaços. Combine com molhos suculentos, como os de carne ou o napolitano.

Spaghetti

Esse dispensa apresentações! Combina com o quê? Com todos os tipos de molho, não é à toa que ele é tão popular.

Agora que você já sabe todos os tipos de macarrão e como combiná-los… mãos à massa!

Compre um bom vinho para acompanhar sua massa

Leave a comment

Your email address will not be published.


*