Sangria

SANGRIASANGRIA

Sangria – Descubra Essa Bebida

Tudo indica que a Sangria foi criada na região da Andaluzia, Espanha, terra das touradas.

A origem do nome “sangria” vem da palavra “desangre” (sangue), por sua cor avermelhada e pelo fato da bebida ser enfraquecida com água, aliviando o teor alcoólico, da mesma forma que a sangria (tratamento médico milenar) alivia a pressão sanguínea.

Deliciosa e refrescante, muito comum no sul da Europa durante o verão, a sangria é basicamente feita de vinho tinto, frutas, açúcar e gelo, mas em alguns países, como Espanha e Portugal, praticamente cada família tem a sua própria receita, a maioria delas com soda.

Em Portugal, por exemplo, é comum ver sangria feita com pau de canela e ervas aromáticas como a hortelã, e há versões ainda que misturam outros tipos de bebida, como Macieira, Licor Beirão e até aguardente.

Apesar de tradicionalmente preparada com os tintos secos, pode ser feita também com os brancos, levando então o nome de “blanca” ou “clericot”: essa versão, por sua vez, é mais tradicional no Uruguai e na Argentina.

A sangria caiu no gosto popular do mundo todo e, mesmo lugares distantes da cerne europeia, como a Tailândia, têm sua versão da bebida, com saquê e curaçao.

No Brasil, a sangria também faz sucesso, e é comumente preparada com vinhos brancos, por causa do calor intenso no verão.

O ponche, por sua vez, é uma versão mais elaborada da tradicional sangria. Pode ser servido quente ou frio, e leva as mesmas frutas da sangria, inclusive a uva, mas também pode ser diluído com sucos de frutas, groselhas, soda ou guaraná.

A grosso modo, a sangria é feita com 1/3 de tinto seco, 2/3 de água, pedaços de frutas como maçã, uvas, peras e abacaxi, e açúcar a gosto.

Mas, dependendo do país e da estação, a receita pode mudar em relação à variedade das frutas e à mistura de outras bebidas.

Por Sonoma Brasil

Compre os melhores vinhos na Sonoma

Leave a comment

Your email address will not be published.


*