5 vinhos, 5 receitas, 5 minutos!

Pratos e harmonizações simples e rápidas para fazer no calor.

Pratos e harmonizações simples e rápidas para fazer no calor.

É domingo, você acordou tarde e já está com preguiça de ir para o fogão?

Não se preocupe. Hoje, vamos dar cinco receitas leves e fáceis de fazer e ainda harmonizamos com vinhos refrescantes, como pede o verão.

Nós garantimos: nenhuma delas vai demorar mais de cinco minutos, e todos os vinhos custam menos de R$ 40!

Sardinha grelhada (clique para a receita)

Famosa por ser cítrica, a Sauvignon Blanc combina perfeitamente com a acidez que o limão empresta a esse tipo de sardinha. O mais legal do Toro Salvage é que a uva ganhou toques de melão e frutas maduras pouco comuns para ela, que têm o peso ideal para acompanhar um peixes mais densos, como a sardinha.

Vinho: Toro Salvage Sauvignon Blanc 2013

Sanduíche de patê atum (clique para a receita

Vinhos rosés e peixes fortes como o atum têm muito em comum. Algo entre o leve e o pesado, ambos andam de mãos dadas na harmonização. O atum em formato de patê fica mais cremoso, mais suave, e conquista toda a sua potência de volta ao lado de um rosé tão opulente quanto este corte de Cabernet Franc e Malbc.

Vinho: Domaine du Pountet Plaisir D’Été 2010

Salada de carpaccio (clique para a receita)

Verão é carpaccio, verão é espumante. O mais levinho e simples deles, o Prosecco é a cara do calor no Brasil. Com frutinhas cítricas, este adiciona à salada de carpaccio, sem muitos temperos, a acidez que lhe falta. A cremosidade, por sua vez, é perfeita para molhos, como estes, difíceis de harmonizar.

Vinho: Prosecco Sanmartino Extra Dry

Cuscuz marroquino (clique para a receita)

Por sua leveza, poucas vezes combina um cuscuz com um tinto. Mas este blend de Merlot e Cabernet Sauvignon ganhou com o frio do Vêneto uma leveza e frescor que poucos tintos possuem. Com toques herbáceos, vai perfeitamente com os legumes deste cuscuz.

Vinho: Dogarina Terranova

Creme de papaia (clique para a receita)

Um vinho para sobremesa para uma sobremesa, nada mais ideal. O melhor mesmo é que este francês segue a mesma linha de suavidade do creme de papaia. Não é um doce enjoativo, mas sutil, mais puxado para as frutas. Um toque de passas vem para se unir perfeitamente ao cassis.

Vinho: Trio Domaine de Pellehaut L’Ete Gascon

Por Gustavo Jazra e Rafa dos Santos

Harmoniza com esta matéria:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aprenda mais sobre o universo do vinho.

Cadastre seu e-email e receba atualizações notícias e promoções

Por favor, verifique seu email. Por favor, verifique sua cidade.
O que falam da gente

Quer saber mais da Sonoma? Clique em algumas destas matérias para saber mais sobre a empresa.

Close
© 2020 SONOMA. Todos os direitos reservados. Se beber não dirija. Aprecie com moderação. A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.
Close