Dia da Tannat: a história da uva emblemática do Uruguai

O Uruguai pode ser uma nação pequena, mas tem uma história notável de vencer as adversidades. O Uruguai foi o primeiro a vencer a primeira Copa do Mundo em 1930; usa mais energia renovável do que a maioria (95% da eletricidade que usa é renovável); e tornou-se um campeão da improvável uvas Tannat.

Embora houvesse vinhedos domésticos plantados no Uruguai antes, por imigrantes rurais, o primeiro vinhedo comercial foi plantado pelo espanhol Pascual Harriague, que trouxe a videira Tannat, nativa de sua casa basca na Europa, e a plantou em Salto, no norte do Uruguai, em 1870.

tannat uva uruguai vinho tinto

A partir daí começou a se espalhar pelo país, sendo originalmente conhecida simplesmente como a uva ‘Harraigue’, em homenagem ao pai de Tannat no Uruguai. Hoje, tornou-se a variedade mais plantada do Uruguai, com mais de 1.630 hectares, e é plantada em todas as regiões vinícolas do Uruguai. Em uma ode à importância do Tannat para o Uruguai, o Instituto Nacional de Viticultura declarou o dia 14 de abril como Dia do Tannat – para marcar o dia em que Harraigue faleceu, em 14 de abril de 1894, e seu legado duradouro no Uruguai.

Acredita-se que a variedade tenha se originado no sudoeste da França, onde sua forte presença tânica é usada como espinha dorsal para blends tintos – raramente vinificados sozinhos, em vinhos varietais.

Mas no clima quente e atlântico do Uruguai, Tannat se tornou uma estrela por si só…

As cascas grossas da uva Tannat, que dão ao vinho feito da variedade sua cor profunda e o tornam o vinho tinto mais saudável do mundo (rico em antioxidantes, antocianinas e resveratrol), amadurecem bem no sol quente, enquanto as temperaturas amenas do litoral fazem com que o Tannat uruguaio preserve uma acidez refrescante e aromas definidos de ameixa, framboesa e especiarias.

BODEGA GARZON TANNAT DE CORTE 2019
BODEGA GARZON TANNAT DE CORTE 2019

Depois de mais de 150 anos produzindo Tannat, os produtores do Uruguai aprenderam a gerenciar o nível naturalmente alto de tanino da uva, que é a origem do nome Tannat. Com macerações suaves e vinificação sensível, os produtores uruguaios são capazes de fazer estilos frescos de Tannat que podem ser apreciados dentro de alguns meses de safra e alguns dos estilos mais jovens são sem carvalho – com foco nos sabores vibrantes de frutas, energia e frescor da variedade . Incluídos nestes estilos juvenis de Tannat, existem alguns grandes exemplos de Tannat rosé e até mesmo Tannat espumante, provando que esta é realmente uma variedade de muitas faces.

Conheça aqui o Tannat de Corte da tradicional Bodega Garzon.

O estilo tradicional do Tannat uruguaio, que também ainda é popular em todas as regiões vinícolas do Uruguai, é um vinho Tannat mais estruturado e envelhecido, envelhecido em barris de carvalho por um ano ou mais. Esses vinhos podem ser bem guardados por mais de uma década, e em muitas das adegas familiares mais antigas do Uruguai você pode desarrolhar vinhos Tannat dos anos 80 e 90 que mostram o fantástico potencial deste vinho para o envelhecimento.

Se você está escolhendo uma taça gelada de Tannat rosé no jardim, ou uma taça quente de Tannat envelhecido junto à lareira, convidamos você a levantar uma taça para a uva campeã do Uruguai!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Aprenda mais sobre o universo do vinho.

Cadastre seu e-email e receba atualizações notícias e promoções

Por favor, verifique seu email.
O que falam da gente

Quer saber mais da Sonoma? Clique em algumas destas matérias para saber mais sobre a empresa.

Close
© 2020 SONOMA. Todos os direitos reservados. Se beber não dirija. Aprecie com moderação. A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.
Close